Soft Skills: foto de um homem com blusa da reserva escrita:

Soft Skills: o que são? “Malandro é malandro, mané é mané”?

Soft Skills é um termo em inglês muito utilizado para definir as nossas habilidades interpessoais, comportamentais. Atualmente, quanto mais Soft Skills tivermos, maiores serão as nossas chances de sucesso profissional e de conseguir um bom emprego.

Para os brasileiros, isso pode ser uma boa notícia. Afinal, o Brasil possui tradição em ter pessoas com muito “jogo de cintura”.

Soft Skills são aquelas habilidades que as pessoas não aprendem na escola. Os mais antigos não usavam o inglês para falar sobre essas habilidades, eles preferiam dizer: “Malandro é malandro e mané é mané”.

E talvez a falta de Soft Skills explique porque muitas das pessoas que só tiravam “nota 10” na escola, não conseguiram alcançar sucesso profissional. Por outro lado, é justamente a presença dos Soft Skills que representa o sucesso profissional da “turma do fundão”.

Mas, afinal, o que são as “místicas” Soft Skills? Qual a diferença delas para as Hard Skills? É possível aprender as Soft Skills? Por que aprender? Como o mercado enxerga as Soft Skills atualmente?

E por que um Blog Jurídico está escrevendo sobre esse assunto? Como as Soft Skills se relacionam com Gestão de Conflitos? Um “Mané” pode se tornar um malandro?

Ao final deste post, responderemos a todas essas perguntas. E para você, que está mais ansioso, a resposta é sim. Um “mané” pode se tornar um malandro.

Soft Skills, foto de quatro garotos sentados se abraçando. Quatro manés.

O que são as Soft Skills?

Por muito tempo, o que o mercado valorizava era apenas o conhecimento técnico das pessoas. Por isso, os currículos e MBA’s eram a “galinha dos ovos de ouro” do mercado.

Acontece que, muitas vezes, o profissional possui muita competência técnica, mas possui dificuldade para se relacionar com outros profissionais. Já sabe do que estamos falando? Das Soft Skills. Vários profissionais não possuem as Soft Skills. 

As Soft Skills são as habilidades comportamentais, como a oratória, relacionamento interpessoal, inteligência emocional, flexibilidade, dentre outros.

Na prática, você sabe o que são as Soft Skills, só nunca ouviu falar desse termo “nutella”, né?

Soft Skills x Hard Skills

Hard Skills são as habilidades técnicas que as pessoas possuem. Essas habilidades são mais tangíveis e são aprendidas, dentre outros lugares, na sala de aula. Elas são ainda essenciais para o mercado de trabalho.

Isso porque, não é possível, por exemplo, contratar alguém para ser um advogado trabalhista se a pessoa nunca tiver lido a CLT. Da mesma forma, se alguém quer trabalhar como enfermeiro, gerente de projetos, educação física ou nutrição, essas pessoas precisam desenvolver habilidades técnicas específicas que são pre-requisitos para a função.

Já as Soft Skills são habilidades menos tangíveis, ligadas à personalidade das pessoas e ao comportamento.

Perceba, portanto, que ambas as habilidades são complementares entre si e igualmente importantes para o mercado de trabalho.

Por que aprender as Soft Skills?

Soft Skills o que são. Foto de mulheres sentadas em uma mesa, conversando e rindo.

Se uma pessoa tiver apenas a habilidade técnica, mas não souber se relacionar, ela, provavelmente, trará mais problemas do que benefícios ao local de trabalho.

Ela pode ser genial em matemática, mas causar vários conflitos dentro do trabalho… ou, então, ela pode ser uma excelente cientista de dados, mas ser péssima em relacionamentos e comunicação.

Por mais técnica e habilidosa que essa pessoa seja, o mercado de trabalho não a valorizará mais, afinal, em uma análise sistêmica, ela estará trazendo mais prejuízos do que benefícios.

É por isso que, além de possuir habilidades técnicas, é necessário dominar as Soft Skills. Essa é uma tendência do mercado, que contribui para o desenvolvimento do chamado “T-Shaped Skill”: o desenvolvimento de uma habilidade em formato de “T”.

Nesse momento, você deve estar se perguntando: “Como assim, formato de “T”?”

Bem, a letra “T” possui uma linha na horizontal e outra na vertical, certo?

A linha na vertical representa as habilidades técnicas que uma pessoa possui, enquanto a linha na horizontal representa outras habilidades complementares que essa mesma pessoa possui. 

Ficou claro? E como todos esses termos americanizados se relacionam com a Indústria 4.0?

Indústria 4.0 e as Soft Skills

O mundo passa pela quarta Revolução Industrial, ou Indústria 4.0. E, com todo o desenvolvimento tecnológico, mudanças têm acontecido muito rápido.

Uma das áreas que mais estão mudando nos últimos anos é o Direito. Agora, existem Lawtechs como a Freelaw, um movimento da Advocacia 4.0 e da Inovação no Direito.

Para que você consiga visualizar isso bem, a Dell Technologies realizou um estudo que concluiu que 85% das profissões de 2030 ainda não existem, o que significa que as habilidades técnicas do futuro precisarão ser aprendidas quando surgirem as novas tecnologias. Um exemplo é a profissão de “piloto de drone”, que surgiu depois de uma inovação tecnológica.

Por tudo isso, dentro desse mundo de inovações tecnológicas, as Soft Skills são ainda mais valorizadas. As Soft Skills são perenes e independem do surgimento de novas tecnologias. Seja em 2029 ou em 2089, a habilidade de saber resolver conflitos e se relacionar continuará tendo a mesma importância.

Isso sem contar que alguém que possui inteligência emocional, resiliência e pensamento criativo, certamente conseguirá aprender muito mais rápido do que alguém que não possui essas habilidades.

Soft Skills: as habilidades mais valorizadas pelo mercado

A Forbes, em 2017, listou as 06 Soft Skills mais valorizadas pelo mercado: 1) Comunicação Efetiva, 2) Pensamento Criativo, 3) Resiliência, 4) Empatia, 5) Liderança e 6) Ética no trabalho.

Tudo isso representa um movimento, dentro do qual tem mais valor aquela pessoa comunicativa do que aquela pessoa genial, tecnicamente falando, mas que não sabe se relacionar.

Não adianta mais, no século XXI, possuir muitas Hard Skills e poucas Soft Skills.

Como aprender as Soft Skills?

É possível, de fato, aprender as Soft Skills? (ou, para os mais antigos, é possível ensinar algum mané a ser malandro?)

Sim, é possível e já existem no mercado algumas formas de aprender várias dessas habilidades.

Existem dezenas de cursos e livros sobre Inteligência Emocional, Criatividade, Liderança e Comunicação Efetiva.

Entretanto, desenvolver Soft Skills pode ser mais doloroso para algumas pessoas, já que envolve a mudança de características pessoais. Isso porque, para aprender e adquirir as Soft Skills, precisamos buscar todos os nossos erros e fraquezas para que possamos mudar a nossa maneira de pensar e agir.

Desmistificando o aprendizado das Soft Skills

As Soft Skills, de fato, parecem pouco tangíveis e são habilidades que algumas pessoas possuem naturalmente, como um dom.

Entretanto, todo mundo sabe que é possível desenvolver um pouco dessas misteriosas habilidades em alguns locais inusitados, como em um bar, no esporte… ou apenas “na vida” mesmo.

Todo o misticismo por trás dessas habilidades acontece porque nada disso, até janeiro de 2019, era ensinado nas escolas. Por isso, as pessoas nascem sabendo que podem aprender matemática e biologia, mas não sabem que podem cuidar das próprias emoções e da forma como se relacionam com os outros.

Mas, sim, é possível aprender as Soft Skills.

Gestão de Conflitos: a “Mãe” de todas as Soft Skills

Um bom Gestor de Conflitos é alguém que:

1) separa as pessoas dos problemas e as posições dos interesses;

2) entende os pontos de vistas de todos os envolvidos no conflito;

3) compreende os sentimentos e necessidades de todos os envolvidos no conflito;

4) negocia com base em critérios objetivos;

5) busca opções criativas para resolver o problema em questão;

6) sabe que o QI Coletivo é muito maior do que os QI’s individuais;

7) analisa o problema de forma sistêmica.

Em outras palavras, um bom Gestor de Conflitos possui e desenvolve suas habilidades de comunicação, inteligência emocional, empatia, resiliência, persuasão e negociação.

Tudo isso porque essa pessoa entende o fenômeno linguístico e comportamental por trás do conflito ou da negociação, tornando-se cada vez mais persuasiva e melhorando suas habilidades, inclusive, em vendas.

É verdade que frases em inglês como Soft Skills T-Shaped Skill podem até ser mais bonitas do que “Gestão de Conflitos”, mas acreditamos verdadeiramente que qualquer profissional que se tornar um excelente Gestor de Conflitos mudará a história de sua vida e de sua empresa. 

Se quiser ser um dos pioneiros, leia o mais rápido possível o nosso e-book gratuito: Gestão de Conflitos para Empreendedores e Startups!

3 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp Converse conosco! :)